Devo colocar no portfólio projetos pessoais e de estudos?

Você realizou projetos incríveis durante seu curso e criou projetos pessoais dedicando sua alma. Será que você pode colocá-los no portfólio? Spoiler: Deve!

designer criando uma apresentação de empresa no computador

O começo de uma carreira é difícil para qualquer área que você pretende seguir. O mercado está cada vez mais exigente e tem sido comum empresas selecionarem candidatos que já tenham uma certa experiência para uma vaga ou projeto, mesmo que para vagas de estágio ou júnior.

E o que podemos fazer se estamos no começo de carreira na área desejada e não temos muitos ou até mesmo nenhum projeto realizado para o mercado para apresentar?

Muitos estudantes desenvolveram projetos com simulação de mercado que possuem um grande potencial para serem apresentados, isto porque muitas vezes são utilizados dados, informações e estudos reais sobre a empresa e a área de atuação.

E, se foi utilizada uma metodologia que o mercado aplica, não tem motivos para você deixar de fora um projeto que com certeza tem o seu valor, mesmo sendo simulado.

Mas, claro, é importante saber como apresentar isto para as empresas.

Portfólio de projetos pessoais

Honestamente falando, muitas vezes os seus projetos pessoais podem não pesar 100% para uma empresa e, algumas vezes, até ter pouco valor, mas existem casos em que eles podem ser decisivos.

Na hora de apresentar seus projetos pessoais, seja enviando o material ou apresentando pessoalmente, é interessante “separar o joio do trigo”, como dizem. Isto porque muitas vezes seus projetos pessoais têm objetivos diferentes dos projetos profissionais do seu portfólio. Geralmente neles estão inseridos seus valores, seus sonhos e objetivos (muitas vezes pessoais), que dão um tom diferenciado do material profissional.

E esses projetos pessoais podem ser muito valiosos se forem potencializados na apresentação do seu portfólio se surgirem na hora certa, que é no momento de apresentação do seu perfil.

Isto pode tornar a apresentação do seu portfólio mais criativa e dinâmica, envolvendo melhor o seu público.

Portfólio de projetos acadêmicos 

Projetos realizados no curso, seja superior ou profissionalizante, muitas vezes são embasados em dados e informações reais do mercado que você, como estudante, pretende atuar profissionalmente. E mesmo que muitas vezes não seja possível ter os dados 100% reais, geralmente são projetos emulados de forma compatível com a sua área de atuação.

E para quem acabou de entrar no mercado de trabalho e está buscando suas primeiras oportunidades, criar um portfólio com projetos acadêmicos pode ser uma decisão positiva que fará diferença em um momento de seleção das empresas.

Para isto, separe seus principais trabalhos realizado durante o curso, como o TCC, por exemplo, onde geralmente já se trata de um projeto mais completo e é simulado com players grandes do mercado.

E o mais importante de tudo, obviamente: deixe claro em seu portfólio que é um projeto de curso.

Crie seu portfolio

Muitos acreditam que criar um portfólio com material pessoal e de curso não tem valor algum para as empresas. Não é verdade!

Apesar de não ter 100% da força de um material já utilizado em mercado, para um profissional “recém-nascido” na área, apresentar um bom material, mesmo que ainda não aplicado na vida real, pode fazer uma grande diferença no momento de seleção de uma empresa, seja para uma vaga de estágio ou para contratar um freelancer.

Com certeza, sem dúvida nenhuma, saiba que é muito melhor você apresentar um portfólio de projetos pessoais e de curso, do que chegar de mãos vazias. E futuramente, com a experiência que você for adquirindo da área, pode ir aprimorando pouco a pouco seu portfólio.

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário